Arquivo do mês: outubro 2015

Sobre adorar os reflexos e esquecer a essência

Assim com já afirmou Chesterton antes de mim, me sinto obrigado, antes de começar esse texto, a igualmente afirmar que eu sou o homem que com a máxima ousadia descobriu o que já fora descoberto antes[1]. Sendo assim, como já ficou … Continuar lendo

Publicado em C. S. Lewis, Chesterton, Cosmovisão Cristã, Sociedade, Teologia | Deixe um comentário